quarta-feira, 4 de abril de 2012

CPI do Trabalho Escravo vai investigar ocorrências nas áreas urbana e rural

Comissão Parlamentar de Inquérito é presidida pelo deputado Claudio Puty (PT-PA)
O deputado Cláudio Puty (PT-PA) é o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar as ocorrências de trabalho escravo no Brasil, tanto no campo quanto nas cidades.
O parlamentar petista falou ao Portal do PT e explicou como será o funcionamento da CPI. “O primeiro passo é nós fazermos uma espécie de seminário de alinhamento de compreensão do tema, como alguns parlamentares não são especialistas no tema, o que é natural é necessário nós tratarmos um pouco do que é na legislação brasileira o trabalho escravo porque tem muitos parlamentares que dizem que o trabalho escravo não tem uma definição, mas tem uma definição muito precisa no Código Penal Brasileiro. Vamos começar a tratar inclusive dos resultados de pesquisas, estudos e campanhas feitas, fazendo uma espécie de nivelamento entre os parlamentares do que se sabe sobre o assunto e a partir daí definir a área prioritária de atuação”.
Sobre o foco da CPI, Puty afirmou que propõe um caso específico na área urbana e alguns casos na área rural. “Eu diria São Paulo, Pará, Maranhão e nós começarmos a fazer incursões nas áreas para entendermos o fenômeno e começarmos a convocar que pesquisadores, pessoas que foram escravizadas e libertadas depois, representantes do Ministério do Trabalho, produtores rurais, que também é uma forte presença ruralista na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) , com uma posição de que o trabalho escravo seria na realidade ‘um exagero da fiscalização’. Essa é uma posição que nós do PT não concordamos, então há uma divergência clara de posições aqui na Câmara e eu acho que isto vai ser muito importante para nós pautarmos na sociedade civil e no Brasil como um todo a necessidade de nós aprovarmos a PEC do Trabalho Escravo”.
(Portal do PT)

Paulo Frateschi alerta sobre data final para diretórios realizarem Encontros de Tática

Prazo vence no dia 29 de abril. Segundo ele, PT deve aumentar candidaturas próprias nas eleições municipais deste ano.
Os diretórios municipais que vão fazer consulta sobre alianças ou apoio a candidaturas de outros partidos têm até o dia 29 para realizar o Encontro Tático. E os que tiverem mais de 1000 filiados precisam eleger, até o dia 22 de abril, os delegados para o Encontro.  Das 118 cidades prioritárias, com mais de 150 mil eleitores, 88 já realizaram o Encontro, sendo que 75 optaram por candidaturas próprias.
Em entrevista à TVPT, o secretário nacional de Organização do PT, Paulo Frateschi avaliou que o partido deve aumentar o número de candidaturas próprias nas eleições municipais em 2012, em relação a 2008. Frateschi falou sobre a importância dos Encontros Táticos. “Se tiver algum grupo, ou membros do diretório desejam apoiar aliados – que devem ser da base de sustentação do governo Dilma, não pode ser PSDB, não pode DEM e nem PPS –, eles tem que fazer o pedido na direção municipal. Quando esse pedido acontece, o diretório convoca o Encontro de Tática, que é quando vamos decidir se a maioria quer mesmo apoiar um aliado ou se quer ter candidatura própria”, afirmou.
(Portal do PT)

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Municípios vão apresentar carta sobre desenvolvimento sustentável na Rio+20

Municípios vão apresentar carta sobre desenvolvimento sustentável na Rio+20
Frente Nacional dos Prefeitos debateu o tema durante encontro realizado no final de março, em Brasília.
Representantes de vários municípios do país estiveram em Brasília, durante os dias 27,28 e 29 de Março, no 1º Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentávelpara discutir a qualidade ambiental urbana e a erradicação da miséria no Brasil.
O presidente da Frente Nacional dos Prefeitos e também prefeito de Vitória (ES), João Coser (PT-ES), destacou a importância dente encontro. “Foi extremamente positivo a partir do momento que nós conseguimos fazer o debate sobre o desenvolvimento local, o pequeno negócio, com o debate da sustentabilidade econômica, social e ambiental, e ao mesmo tempo a contribuição dos municípios para a erradicação da miséria e redução da pobreza no Brasil.”. Ao final do encontro uma carta foi fechada entre os participantes que deve ser apresentada durante a Rio+20, como explica o presidente João Coser.
“O primeiro grande objetivo da carta é nos colocarmos no debate da Rio+20, nós municípios brasileiros queremos ser parte deste debate , então tem as nações, tem naturalmente os órgão ambientais, o governo federal e os estados, mas nós, municípios, precisamos ser inseridos neste debate, protagonistas deste debate. Ao mesmo tempo estamos colocando estes outros pontos, que são econômicos e sociais, dentro desta carta porque nós compreendemos que este debate na Rio+20 será mais do que só o tema ambiental, nós vamos discutir toda a evolução econômica do país e do mundo e nós vamos discutir como reduzir a pobreza, como dar uma condição melhor para todos os brasileiros, então o mundo precisa evoluir, mas a evolução tem que ser para todos os seres humanos.”
(Gustavo Toncovitch -  Portal do PT)

domingo, 1 de abril de 2012

Mobilidade urbana: Brasil precisa de legislação que garanta integração social, diz Zezeu Ribeiro

“É preciso aproveitar a Copa para construir um processo de mudança nas capitais brasileiras”
“Temos muitos problemas no Brasil, nós tivemos uma defasagem enorme nos serviços de mobilidade urbana. Não podemos perder a Copa como oportunidade de fazer os investimentos necessários e construir um processo de mudança nas capitais brasileiras”. Esta é a posição do deputado Zezeu Ribeiro (PT-BA), um dos especialistas em mobilidade urbana, na Câmara dos Deputados.
De acordo com o parlamentar, o Brasil precisa ter uma legislação que garanta a verdadeira integração das classes sociais, a fim de reduzir a necessidade de transporte urbano. “Se as pessoas moram próximas ao trabalho já reduz a necessidade do transporte urbano, nos loteamentos você separa uma área para habitação de interesse social, é necessário que nos centros urbanos, nas áreas hoje degradadas você recupere isso para a habitação de interesse social para criar uma condição de desenvolvimento mais equitativo. Isso reflete na mobilidade, em vez das pessoas terem que se deslocar pra ir ao serviço, o serviço chega até essas pessoas, correios, bancos, escolas, postos de saúde, fazer essas coisas se aproximarem mais das pessoas.  Isso se dá num plano num plano da cidade, mas também se dá num plano regional e na integração que temos que fazer com a América Latina”.
Zezéu Ribeiro quer debater, também, no parlamento a superação das desigualdades regionais. “A questão nordestina não é um problema nordestino é uma questão nacional, pra você projetar no conjunto das nações você precisa superar as debilidades que você tem, então é preciso tratar diferentemente os desiguais se você tratar igualmente os desiguais você acirra a desigualdade. Nas políticas assistenciais, o Nordeste foi mais beneficiado do que o resto porque a defasagem era maior, porque as carências eram maiores. Nós não queremos o nordeste como um São Paulo tardio, nós queremos um Nordeste com um novo processo de industrialização com as novas relações que se estabeleçam da sustentabilidade ambiental como ativo para esse desenvolvimento”.

terça-feira, 27 de março de 2012

PT lança curso para pré-candidatos/as às eleições de 2012

Lançamento terá transmissão via internet nos portais do PT e da Escola Nacional de Formação.

O PT realiza cerimônia de lançamento do curso para pré-candidatos/as às eleições de 2012 na sexta-feira (30),a partir das 19 horas, e será transmitido ao vivo pela internet através dos portais do PT Nacional (www.pt.org.br) e da Escola Nacional de Formação .
O evento, que terá presença do presidente nacional do PT, Rui Falcão, e dos diretores da Escola Nacional de Formação Carlos Henrique Árabe, Jorge Coelho e Selma Rocha, (www.enfpt.org.br).
Mais informações: www.enfpt.org.br

domingo, 25 de março de 2012

Educação no Campo terá programa para melhorar qualidade do ensino

A presidenta Dilma Rousseff deve anunciar na próxima terça-feira (20) o Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo) para impulsionar a qualidade da educação rural.
O programa prevê construção e reforma de escolas, qualificação de professores e a criação de grades curriculares e disciplinas específicas, adaptadas à realidade dos estudantes que vivem na zona rural.
As escolas localizadas em áreas rurais respondem por 12% das matrículas de educação básica no país. Os indicadores educacionais do campo são bastante inferiores aos verificados nas áreas urbanas. Enquanto a taxa de analfabetismo no país - na população com mais de 15 anos - é 9,6%, na zona rural o índice sobe para 23,2%. Apenas 15% dos jovens de 15 a 17 anos do campo estão no ensino médio e só 6% das crianças até 3 anos têm acesso à creche.
Entre as ações previstas está a produção de material didático específico para as escolas rurais, que abordem os temas da realidade do campo. Até este ano, os estudantes recebiam os mesmos livros que eram enviados ao restante do país.
O programa também prevê a construção de novas escolas, cursos de formação continuada para professores e melhoria na infraestrutura das unidades – cerca de 11 mil escolas do campo ainda não contam com luz elétrica, número que representa 15% do total. Segundo relatório do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a maioria também não tem laboratório, biblioteca ou espaços de lazer.
O Pronacampo foi encomendado por Dilma ao Ministério da Educação em 2011. O processo de negociação também envolveu reuniões entre entidades e movimentos sociais ligados ao campo e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 22 de março de 2012

Classe C passou a ser maioria da população brasileira em 2011, mostra pesquisa

No ano passado, 2,7 milhões de brasileiros mudaram o perfil de renda, deixando as classes D e E para fazer parte da classe C.
Além disso, 230 mil pessoas saíram da classe C e entraram para as classes mais ricas (A e B). A maior da parte da população (54%) fazia parte da classe C em 2011, uma mudança em relação ao verificado em 2005, quando a maioria (51%) estava na classe D/E. Um total de 22% dos brasileiros está no perfil da classe A/B, o que também representa um aumento em comparação ao constatado em 2005, quando a taxa era 15%.
É o que mostra a sétima edição da pesquisa Observador Brasil 2012, feita pela empresa Cetelem BGN, do Grupo BNP Paribas, em parceria com o instituto Ipsos Publics Affairs.
O levantamento indica ainda que a capacidade de consumo do brasileiro aumentou. A renda disponível, ou o montante de sobra dos ganhos, descontando-se as despesas, subiu de R$ 368, em 2010, para R$ 449, em 2011, uma alta de pouco mais de 20%. Na classe C, houve um aumento de 50% (de R$ 243 para R$ 363).
Enquanto a renda média familiar das classes A/B e D/E ficaram estáveis, na classe C cresceu quase 8%. Mas a pesquisa mostra que em todas as classes houve um aumento da renda disponível, que ultrapassou R$ 1 mil, entre os mais ricos. “O aumento da renda disponível em todas as classes sociais indica que houve maior contenção de gastos”, destaca a equipe técnica responsável pela pesquisa.
(Agência Brasil)

Políticas de inclusão levam portadores de deficiência às escolas e universidades

Presentes em 83% dos municípios brasileiros, mais de 24 mil salas com recursos multifuncionais já foram implantadas em escolas públicas federais, estaduais e municipais.
O Ministério da Educação deve completar, até 2014, a instalação em todos os municípios brasileiros das salas com recursos multifuncionais, que são espaços com material pedagógico e de acessibilidade para atendimento de estudantes portadores de diversos tipos de deficiência. A afirmação foi feita pelo ministro Aloizio Mercadante durante a solenidade de comemoração do Dia Internacional da Síndrome de Down, realizada na quarta-feira (21), no Congresso Nacional, em Brasília.
Para o ministro, o Brasil tem uma dívida histórica com os portadores de deficiência que, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), representam 24% da população nacional. “Ofertar ensino a esse público é obrigação do Estado e a dívida com essa comunidade é muito antiga e muito grande”, afirmou.
Presentes em 83% dos municípios brasileiros, mais de 24 mil salas com recursos multifuncionais já foram implantadas em escolas públicas federais, estaduais e municipais. Dominó e memória tátil, lupa eletrônica, calculadora sonora e programas computacionais adaptados estão entre os mais de 30 itens que compõem as salas.
Mercadante anunciou, ainda, que serão atendidos nas escolas da rede pública de ensino 378 mil crianças e adolescentes com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), administrado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Esse benefício é destinado a idosos ou pessoas com deficiência com impedimentos de longo prazo.
O ministro citou outras políticas de sua pasta destinadas a permitir maior acesso desse público. “Ainda há no Brasil crianças pobres que não vão à escola por problemas de acessibilidade. Vamos começar a buscá-las em casa, com a distribuição de 2,6 mil ônibus”, afirmou.
Outra ação que será implementada é a reserva de 150 mil vagas para qualificação profissional de portadores de deficiência, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec). Desde 1998, o número de matrículas de estudantes especiais em escolas regulares passou de 43,9 mil para 558 mil em 2011.

terça-feira, 20 de março de 2012

Fátima Bezerra estará em Caicó na próxima sexta(23)

A deputada federal Fátima Bezerra(PT) estará em Caicó na próxima sexta-feira(23) para participar da comemoração dos 32 anos do partido. A comemoração será realizada na Câmara dos vereadores a partir das 17h com um ato sobre a história do PT e uma palestra sobre os 80 anos do voto feminino no Brasil, que será proferida pela deputada.
Confirmaram presença no evento, o presidente do PT estadual Eraldo Paiva, a secretária de políticas para as mulheres do PT nacional Laísy Moniere, além de demais lideranças políticas.

PT DE JARDIM DE PIRANHAS DECIDE ESPERAR MOMENTO CERTO PARA DISCUTIR CANDIDATURA FORA DO PARTIDO.

O PT de Jardim de Piranhas realizou nesta manhã de sábado, 17, o Encontro Municipal para debater as eleições 2012 – Política de Alianças e Tática Eleitoral. O Partido saiu unido com a proposta de se manter aberto ao debater com os demais partidos da base aliada do Governo Federal. Decisão tomada devido as incertezas geradas pelo momento político atual e que podem trazer constrangimento ao PT de Jardim, caso tome uma decisão antecipada que precise ser revista quando o quadro político ficar definido. Segundo o presidente, João Maria Cavalcanti, “esta decisão está respaldada por uma Resolução do DN, que orienta o Diretório Municipal a fazer aliança apenas com os partidos que fazem parte da base aliada do Governo Federal. Como o cenário político aponta ainda incertezas quanto à formação de chapas, cabe ao PT ficar esperando até que as coisas se acomodem para tomar a decisão acertada”.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Boletim médico: Lula recebe alta mas continuará tomando antibióticos

Marisa e Lula com os doutores Artur Katz, Roberto Kalil Filho, João Luis Fernandes (Foto Ricardo Stuckert)
Segundo o boletim, Lula atingiu uma acentuada melhora clínica e normalização dos exames de sangue e da tomografia de tórax.
BOLETIM MÉDICO – 11/3/2012 – 15h17
O ex-presidente da República, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, recebeu alta neste dia 11/03, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O paciente alcançou uma melhora clínica e deverá receber antibiótico ambulatorialmente no hospital até o dia de 16 de março. Durante a internação, o paciente atingiu uma acentuada melhora clínica e normalização dos exames de sangue e da tomografia de tórax. A equipe médica que o assiste é coordenada por Roberto Kalil Filho, Artur Katz, Paulo Hoff e David Uip.
Assinado por,
Dr. Antonio Carlos Onofre de Lira - Diretor Técnico Hospitalar            
Dr. Paulo Cesar Ayroza Galvão - Diretor Clínico

domingo, 4 de março de 2012

Presidente da AJAP fala sobre projetos sociais oferecidos à população carente

Presidente da Associação Amigos de Jardim de Piranhas – AJAP, o engenheiro civil Francisco das Chagas Bezerra, é um exemplo de superação das dificuldades que um jovem pobre enfrenta para vencer na vida. Francisco aproveitou todas as oportunidades que o governo federal lhe proporcionou. De Pedreiro passou a engenheiro civil, com metade dos estudos pagos pelo governo, através do programa PROUNI. O presidente da AJAP entende que os projetos que estão sendo criados para os jovens carentes de Jardim de Piranhas, ainda são insuficientes diante das dificuldades que eles enfrentam para vencer na vida. O Blog entrevistou o presidente para saber mais sobre a atuação da Associação.
Blog: Com que objetivo foi criada a AJAP?
Francisco: A Associação Amigos de Jardim de Piranhas, que é uma entidade sem fins lucrativos, foi criada com objetivos claros de ajudar a população jardinense a enfrentar os problemas da sociedade no seu dia a dia. Dentre eles, promover a ética, a paz, a moral, a cidadania, os direitos humanos, a democracia e outros valores universais, como: direito à moradia, a saúde, ao trabalho e a educação
Blog: Quem faz parte da Associação?
Francisco: Todo e qualquer cidadão, filho ou não de Jardim que queira bem a cidade pode se associar e contribuir com o nosso trabalho. Por ser um trabalho efetivamente voluntário, orientamos essas pessoas, que o objetivo principal do sócio é o de contribuir com a sociedade jardinenese.
Blog: Quantos Programas Sociais a AJAP tem hoje?
Francisco: Com a ajuda de muitos amigos de Jardim de Piranhas, estamos concluindo a reforma do prédio aonde iria funcionar a Maternidade Padre João Maria, para abrigar cinco Projetos Sociais, todos para jovens carentes. Dia 31 deste mês de março faremos uma solenidade de abertura destes programas. Vamos começar com o Cursinho Pré-vestibular, onde queremos atingir um público alvo de 60 alunos. Com o Projeto de Inclusão Digital, pretendemos atingir a meta de 40 alunos em três turnos. Faremos uma campanha com os amigos de Jardim para elevar nossa Biblioteca aos padrões de leitura das melhores escolas particulares do seridó. Estamos também complementando o Projeto Capoeira em parceria com o professor galeguinho, que objetiva tirar os jovens da rua e trazer estes para o convívio social. Além destes projetos, a AJAP ainda vai dar apoio logístico aos Escoteiros de Jardim de Piranhas.
Blog: Em que fase está o Abrigo dos Idosos que a Associação pretende construir?
Francisco: Este Projeto é para o futuro bem próximo. Neste mesmo dia, vamos apresentar a sociedade jardinense, o Projeto de Arquitetura do Abrigo de Idosos e o empresário jardinense, o engenheiro Álvaro Anídio, que vai custear a construção do prédio de 400,00m2 com 20 leitos, consultório médico, farmácia, sala de fisioterapia, etc.
Blog: Como o jovem carente pode se inscrever para ser beneficiado pelos Projetos?
Francisco: O Projeto do Cursinho é em parceria com a Escola Amaro Cavalcanti. Vamos dar inicialmente prioridade aos alunos do 3º ano desta escola. A Sobra de vagas será para atender os jovens que comprovadamente carente, e sem nenhuma discriminação política, cor ou raça, queiram estudar para passar no vestibular. O Projeto de Inclusão Digital será para atender, além dos jovens citados, qualquer um que queira aprender a utilizar o computador como ferramenta de trabalho. Para isto, orientamos os jovens a procurar a diretoria da AJAP ou da Escola para fazer a inscrição.
Blog: Quem financia estes Projetos?
Francisco: Todo e qualquer amigo de Jardim de Piranhas, político ou não, que seja sensibilizado com a causa social da população mais carente. Qualquer ajuda financeira ou voluntária é bem vinda. Em breve a AJAP será uma OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. A partir daí os Projetos Sociais serão mantidos pelo governo federal; Este é um sonho idealizado e compartilhado entre amigos que acreditam, e tem a certeza de que a educação é a principal maneira de alavancar o desenvolvimento sustentável de uma sociedade, e com certeza é apenas uma, das centenas de maneiras que dispomos para retribuir um pouco daquilo que nos foi proporcionado.
Fonte: Blog Jarles Cavalcanti

Programa encaminha 525 estudantes bolsistas para universidades dos EUA

O programa Ciência Sem Fronteiras enviou para instituições de ensino superior norte-americanas, neste ano, 321 estudantes bolsistas de 14 ramos das engenharias.

Eles fazem parte da primeira chamada para graduação-sanduíche que, no conjunto, selecionou 525 universitários de diversas áreas do conhecimento para estudar, de seis a 12 meses, nos Estados Unidos.
As engenharias estão no núcleo das prioridades do Ciência sem Fronteiras, que é um programa do governo federal de incentivo e fomento à qualificação profissional nos níveis técnico, de graduação e pós-graduação. Entre as engenharias que tiveram maior número de graduandos selecionados nesta edição, aparecem a engenharia elétrica com 79 alunos, a mecânica, com 71, a de produção, com 56, e a de química, com 48.
Nas demais áreas do conhecimento, estão em destaque, quanto ao número de bolsistas, ciência da computação, com 66 estudantes, medicina, 20, biologia geral e geociências, com 17 universitários cada. Foram selecionados também nove universitários que estudam física, seis de desenho industrial, sete de farmácia, sete de química.
Dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) mostram que os 525 bolsistas foram distribuídos entre 108 instituições de ensino superior, sendo que 13 delas receberam dez ou mais alunos. Nesse quesito se destacam a University of Nebraska, com 28 universitários, a University of Colorado – Boulder, 19, o Rensselaer Polytechnic Institute, com 15, e a University Idaho, com 14.
Origem – Os 525 brasileiros ganhadores das bolsas de graduação-sanduíche são originários de 120 municípios de 21 estados e do Distrito Federal e representam as cinco regiões do país. Da região Nordeste foram selecionados 100 universitários de 18 municípios. Fortaleza e Recife aparecem como as cidades que tiveram maior número de bolsistas na região – 30 de Fortaleza e 17 de Recife.
Entre os estados com maior número de municípios com bolsistas do programa Ciência sem Fronteiras enviados aos Estados Unidos estão São Paulo, com 31 municípios, Minas Gerais (21), Rio Grande do Sul (14) e Paraná (11). Já os estados de Alagoas, Amazonas, Mato Grosso, Pará e Piauí participaram com um município cada, a capital. Juntas, essas unidades da Federação tiveram 28 estudantes ganhadores de bolsas.
Instituições – No Brasil, 81 instituições de ensino superior, públicas e privadas, tiveram estudantes selecionados. Oito dessas instituições, todas universidades públicas, aparecem com mais de 20 graduandos enviados aos Estados Unidos. A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) tem 41 bolsistas, seguida da Universidade de Brasília (UnB), 30; Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Itajubá (Unifei), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal do Ceará (UFC), com 28 universitários cada, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) com 23, e a Estadual de Campinas (Unicamp), com 21.
Benefícios – Os bolsistas de graduação sanduíche têm direito a bolsa de estudos com duração de seis a 12 meses, podendo estender-se a 15 meses quando incluir curso de idioma; auxílio para instalar-se no país; passagens aéreas de ida e volta, e seguro saúde

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Petistas elogiam reajuste do piso salarial dos professores e cobram cumprimento da lei

Os deputados Fátima Bezerra (PT-RN), presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara e Artur Bruno (PT-CE), que integra a subcomissão que trata do piso salarial nacional da Educação nos estados brasileiros elogiaram o reajuste do piso do magistério, anunciado ontem (27) pelo Ministério da Educação (MEC). Com o aumento de 22,22%, o piso nacional passa dos atuais R$ 1.187,08 para R$ 1.451, em 2012.
Os parlamentares, no entanto, cobram dos gestores, o cumprimento da Lei do Piso que foi questionada por governadores na Justiça, mas confirmada pelo Supremo Tribunal Federal, no ano passado.
Fátima Bezerra e Artur Bruno apoiam a mobilização da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) para uma paralisação nacional da categoria nos dias 14,15 e 16 de março com o objetivo de cobrar o cumprimento da Lei do Piso.

Bill Gates doará US$ 200 milhões para ajudar no combate à fome e à pobreza

Petista José Graziano, atual diretor geral da FAO esteve com Bill Gates horas antes do acordo
A agricultura receberá de Bill Gates o incentivo de US$ 200 milhões. O fundador da Microsoft fez a promessa na última quinta-feira (23) durante a reunião anual do Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura (FIDA), em Roma, na Itália
Bill Gates afirmou que o incentivo à agricultura é o principal meio para combater a fome e a pobreza. Na ocasião ele aproveitou para pedir que os países desenvolvidos se esforçassem em investir em pesquisas para o desenvolvimento de novas tecnologias para a produção rural.
“Investimentos em agricultura são a melhor forma de combater a pobreza e a fome. Mas, honestamente, sabemos que nos últimos anos a comunidade internacional não fez tanto quanto deveria ter feito sobre esses problemas”, disse Gates.
Ele acredita que os sistemas de produção atuais além de ineficientes são desatualizados. Afirma que os governos devem trabalhar em parceria com agências e doadores e ainda pediu que as organizações da ONU, vinculadas à alimentação, trabalhem em conjunto com o FIDA.
Gates ainda lembrou que somente fornecer o alimento não é suficiente. “As pessoas não querem apenas mais comida. Elas querem garantias de que seus filhos terão bons níveis de segurança alimentar nos próximos anos. Esse é o futuro que queremos conseguir”, completou.
Os US$ 200 milhões serão revertidos para a produção de variedades de milho resistente a seca, vacinas para animais e novos equipamentos para pequenos produtores rurais. “O objetivo é olhar para exemplos de sucesso, aumentar a produção sustentável e tirar milhões de pessoas da pobreza. Se queremos chegar a esses objetivos, precisamos ter as mesmas metas, ter coordenação e pensar em formas inovadoras de trabalho”, afirmou Gates.
O fundador da Microsoft possui uma fortuna de cerca de US$ 61 bilhões, sendo que já doou aproximadamente US$ 26 bilhões a instituições de pesquisa por meio de sua fundação, a Bill and Melinda Gates Foundation.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Dilma lança “cinturão” que protegerá maior manguezal do mundo

Dilma desembarca nesta terça-feira (28) em Recife e entregará chaves de residências do Minha Casa, Minha Vida.
Em viagem pelo Nordeste, a presidenta Dilma estará em Recife, capital do estado de Pernambuco, nesta terça-feira (28), para a entrega de 480 unidades habitacionais do conjunto Via Mangue, na comunidade Encanta Moça, no Bairro do Pinha. As residências fazem parte do Programa Habitacional Minha Casa, Minha Vida.
O Deputado Federal e Presidente da Frente Parlamentar da Mobilidade Urbana, João Paulo Lima (PT-PE), afirma que este é mais um passo em direção à qualidade de vida do cidadão brasileiro. “É com muita alegria que nós vamos ver agora em Recife a presença da presidenta Dilma e ela vai em uma linha que é das principais metas de seu governo, que são as famílias que vivem abaixo da linha da pobreza”, diz ao lembrar dos trabalhos anteriores até se chegar ao estágio atual. “É importante lembrar que este processo da Via Mangue iniciei ainda quando era prefeito da cidade de Recife”.
O deputado explica que o projeto faz uma espécie de “cinturão” para proteger as áreas verdes do município e os manguezais, que segundo João Paulo Lima, é a maior área de manguezal urbano do planeta. O deputado frisa que a entrega dos apartamentos vem ao encontro com uma das prioridades do governo Dilma que é a erradicação da pobreza

PT define tática na maioria das grandes cidades e deve crescer em todo país

A avaliação é da Comissão Eleitoral do Partido, que já conta com definição tática em 78 grandes cidades.
Com a tática eleitoral definida em dois terços das maiores cidades do país (capitais e municípios com mais de 150 mil eleitores), o PT está bem posicionado para crescer em números de governos locais em todos os Estados, segundo avaliou a Comissão de Acompanhamento Eleitoral do partido, ocorrida nesta segunda-feira (27) na sede do Diretório Nacional em São Paulo.
“A avaliação é bastante positiva”, resumiu o presidente nacional do PT, deputado Rui Falcão, durante coletiva de imprensa. Mas o partido, de acordo com Rui, não irá estabelecer metas percentuais de crescimento.
O quadro atual, a nove meses das eleições, mostra que, das 118 cidades nessa condição, o PT já definiu sua tática em 78 (ou 66%): terá candidato próprio em 68 e apoiará nomes da base aliada do governo Dilma nas outras 10. Nos demais municípios, as conversas continuam, já que o prazo final para definição de alianças é junho.
Segundo Rui, entre as pendências, a Comissão está dando atenção especial a três capitais: Belo Horizonte, Fortaleza e Recife.
Em BH, o PT ainda não decidiu se apoiará a reeleição de Márcio Lacerda (PSB) ou lançará candidato próprio; na capital cearense, o PT tem cinco pré-candidatos a prefeito e ainda não definiu se fará a escolha por prévias ou encontro; e, no Recife, a direção nacional se reunirá com o prefeito João da Costa, entre final e março e começo de abril, para avaliar se o quadro é favorável ou não à sua candidatura à reeleição.

Em São Paulo, partidos como PSB e PR devem estar juntos com o PT já no primeiro turno. E PCdoB e PMDB, que hoje tem candidaturas próprias, poderão somar num eventual segundo turno. Segundo Rui, Haddad vai apresentar à população de São Paulo um programa de mudanças. Ele rebateu a tese, levantada por alguns jornalistas, de que a proposta se dê por conta do apoio declarado do prefeito Gilberto Kassab (PSD) à possível candidatura José Serra.
“Em nenhum momento o Haddad deixou de dizer que quer um programa de mudanças para a cidade. E a crítica à administração Kassab sempre foi feita pela nossa bancada de vereadores, em defesa dos interesses da cidade”.

Educação profissional poderá ter incremento de R$ 460 milhões

Na pauta do plenário da Câmara desta semana está prevista a votação da medida provisória 548, que destina R$ 460,5 milhões para o Ministério da Educação.
O objetivo é fortalecer o programa de desenvolvimento da educação profissional tecnológica. O relator da matéria, deputado Arthur Bruno (PT-CE), diz que a aprovação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec, em 2011, deu um grande passo em direção à qualidade do ensino profissionalizante e técnico no país, e agora, a liberação deste crédito extraordinário vai possibilitar que mais jovens estejam no mercado de trabalho.
Arthur Bruno explica que o programa atua em três frentes: No ensino médio das escolas publicas; nos institutos federais de educação profissional e tecnológica (antigas Escolas Técnicas Federais – ETFs) e na capacitação de trabalhadores atendidos pelo Programa Bolsa Família e do Seguro Desemprego.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Presidente do PT de Jardim envia mensagem de comemoração de 32 anos do partido.

O PT tem motivos de sobra para se orgulhar de sua trajetória e de suas conquistas. Conseguimos, nesses 32 anos de vida, mesmo com muito preconceito nos seus primeiros anos, construir o maior partido de esquerda da história do Brasil. O PT contribuiu de modo decisivo para o fim do autoritarismo e a redemocratização do país. Ajudamos a criar e consolidar a maioria das organizações populares que compõem a base da sociedade civil brasileira.
O “modo petista de governar”, reinventou a cultura administrativa do país, tornando a gestão pública muito mais participativa. Nesses nove anos de governo, o PT e aliados realizaram uma verdadeira revolução econômica e social, levando o país a dar um salto de produção e tecnologia e, sobretudo, incorporou a milhões de brasileiros que viviam à margem da sociedade, os direitos básicos de cidadania. O governo do PT está dotando o país de novos objetivos estratégicos, que devemos apoiar com entusiasmo. As novas metas econômicas, políticas, sociais e culturais vão pavimentar o caminho do futuro breve do povo brasileiro.
Além de outras várias conquistas do Partido dos Trabalhadores, o governo continua na meta para erradicar a extrema pobreza até 2014, dando oportunidade de sobrevivência digna a 16 milhões de pessoas, por meio do Programa Brasil Sem Miséria; e expandir em escala massiva o ensino profissional e tecnológico, interiorizando a oferta, por meio do Pronatec, que pretende beneficiar 8 milhões de jovens até 2016.
A intenção é que esses avanços cheguem a Jardim de Piranhas. Para isto, é preciso buscar a construção de  alianças para consolidar um bloco político que apóia as propostas do governo federal e que tenha ramificações de idéias na política local. Estamos firmes no propósito de dialogar com todos os segmentos sociais sobre programas e propostas que possam melhorar a vida do povo jardinense.
O desenvolvimento local sustentável; a participação popular nas decisões administrativas; políticas sociais e ampliação de direitos do povo; a gestão ética, democrática e eficiente; e administração democrática, são diretrizes que identificam o PT, cujo objetivo é construir uma agenda comum que tenha como resultado uma aliança entre partidos que desejam dar um salto de qualidade na política local. Ainda existem, evidentemente, desafios importantes a superar. Mas os avanços obtidos no país, sob a liderança do PT, são inegáveis e prevêem conquistas ainda maiores para a sociedade brasileira, em especial o povo norteriograndense.
João Maria Cavalcanti – Pres. do PT de Jardim de Piranhas

Rui Falcão, presidente do PT, conclama prefeitos a defender proposta de projeto nacional do partido

Em plenária com prefeitos e deputados estaduais, dirigente ressaltou diferenças entre proposta petista e regime liberal.
Para debater as estratégias nas eleições municipais deste ano, prefeitos e deputados estaduais petistas participaram de uma plenária com dirigentes do partido. O presidente do PT, Rui Falcão, conclamou os participantes a realizar a disputa eleitoral pautada em ideias e em propostas de governo.
“Todas essas ideias devem estar dentro do nosso projeto nacional, que tirou da miséria quarenta milhões de pessoas, projetou o Brasil no cenário internacional – somos hoje a 6ª. economia do mundo - saldamos a dívida com o FMI; passamos a fazer política externa independente; diversificamos o nosso mercado, fortalecemos o mercado interno; elevamos o poder de compra do salário mínimo. E todas as essas questões protegeram o Brasil da crise mundial”, declarou Falcão.
Projeto petista x regime liberal: diferenças significativas
      O presidente Rui Falcão também ressaltou que é preciso deixar bem claro quais são as diferenças entre as propostas petistas para o desenvolvimento do Brasil, em contraste com o modelo liberal de governo.  “Ao iniciar a pré-campanha temos que deixar nítidas essas diferenças de projeto. Os que queriam o Brasil privado, subordinado aos interesses das grandes corporações ou o projeto que redimiu parte da dívida social do país, que reduziu as desigualdades, e que criou possibilidade de ascensão social e abriu novas oportunidades de educação e de realização profissional” explicou Falcão.

Mais de 400 prefeitos e deputados participam de encontro em Brasília

Eleições municipais e projeto político do partido foram temas de debate com participação de dirigentes e lideranças do partido
Foi um dia intenso de debate e troca de experiências entre os mais de quatrocentos participantes do Encontro Nacional de Prefeitos e de Prefeitas e de Deputados e Deputadas Estaduais Petistas. Gestores e militantes de Norte a Sul do país reuniram-se em Brasília na última quinta-feira e sexta-feira (9-10). Na pauta de discussões, as eleições municipais deste ano e os pontos relevantes sobre o projeto nacional para o Brasil, que está em curso no Partido dos Trabalhadores.

Orçamento participativo é marca petista
As prefeituras petistas têm um ponto em comum, considerado uma marca do modo petista de governar: a participação popular nas decisões sobre como aplicar os recursos municipais. O orçamento participativo, muitas vezes abandonado nas gestões anteriores, é usado pelos petistas para reforçar o diálogo com a comunidade. “Não priorizamos os negócios e sim as necessidades da população”, defende o prefeito Oswaldo Dias, de Mauá (SP), que destaca ainda a mudança de tratamento na relação do governo federal com os prefeitos. Dias lembra que quando foi prefeito nos anos 90 o acesso à Esplanada dos Ministérios era difícil e que esse cenário mudou bastante desde o governo Lula.
“Houve uma grande transformação no Brasil com o presidente Lula e agora com a presidenta Dilma. Pra gente, é um marco histórico estar aqui. É claro que temos muito a avançar. Por exemplo, temos nossas queixas por causa da burocracia nos ministérios, mas o avanço que houve é extraordinário. Temos muito a comemorar nesses 30 anos”, disse Arlei Silva Barbosa, prefeito que está em seu segundo mandato em Nova Alvorada do Sul, (MS)  cidade de vinte mil habitantes cuja atividade principal é a indústria canavieira.
“A gente muda a vida nas cidades que governamos no mesmo rumo do desenvolvimento sustentável do Brasil, que tem crescido com distribuição de renda”, ressaltou o prefeito Eduardo Pereira, de Várzea Paulista (SP), que também está em seu segundo mandato à frente da cidade que tem mais de cem mil habitantes. Um dos projetos que Pereira destaca como significativo em sua gestão é a urbanização, regularização e criação de serviços públicos na área de ocupação chamada Vila Real, onde moram quatorze mil pessoas. “É um dos projetos mais bonitos. Criamos condições melhores de habitação nesta região que era abandonada, com ruas sem asfalto e barracos sem nenhuma assistência”, afirmou

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

PT, aos 32 anos, promove "revolução democrática" no país, avaliam deputados

Aos 32 anos o PT comemora as mudanças significativas que imprimiu ao país. Parlamentares petistas as classificam como “revolução democrática”.
O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), comenta que as transformações amplas e profundas nas áreas econômica, política e social são marcas de um novo modelo de governança patenteado pelo Partido dos Trabalhadores. “O PT promove uma revolução democrática no Brasil. Em 2003, o rompimento com o modelo neoliberal levou ao desenvolvimento econômico do país, protegeu a economia e fortaleceu o nosso setor industrial. O crescimento econômico, aliado à geração de emprego, à política de valorização do salário mínimo elevou a renda do trabalhador e permitiu, pela primeira vez, que parcela significativa da população saísse do nível de pobreza. O PT colocou no centro do Estado brasileiro a necessidade de avançar na erradicação da miséria. Portanto, o PT está sempre na vanguarda das mudanças democráticas que ocorrem no país”, disse Teixeir
A deputada Fátima Bezerra (PT-RN), presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara, diz que o país e o PT vivem “um momento especial”. Segundo ela, o projeto de desenvolvimento em curso teve inicio com o governo do ex-presidente Lula e, hoje, liderado pela presidenta Dilma, tem no PT seu “principal protagonista”. A parlamentar lembrou ainda que esse sucesso deve-se ao compromisso do PT com a população brasileira, construído ao longo da história do partido. “Temos um governo muito bem avaliado, um partido preferido dos brasileiros, a maior bancada na Câmara dos Deputados, elegemos vereadores, deputados estaduais e governamos um conjunto de cidades importantes pelo país afora. O PT continua tendo a maior inserção no campo popular, nas lutas sociais do país e faz uma verdadeira revolução na área educacional. O PT faz tudo isso sem se afastar de suas origens. Continua radicalmente comprometido com a justiça social, contra a opressão, discriminação e preconceito”, orgulha-se Fátima.

Pronatec terá quase 1,2 milhão de vagas este ano

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) vai oferecer, este ano, quase 1,2 milhão de vagas em cursos de qualificação em áreas como construção civil, informática, mecânica, turismo e enfermagem.
A presidenta Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (6), em entrevista ao programa Café com a Presidenta, que os cursos serão feitos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e escolas técnicas federais. “O mercado de trabalho está exigindo cada vez mais qualificação. No ano passado, mais de 60% dos trabalhadores nas regiões metropolitanas tinham feito pelo menos o ensino médio, ou seja, estudaram pelo menos 11 anos”, disse.
No ano passado, foram criados quase 2 milhões de empregos com carteira assinada. No setor de serviços, foram 925 mil vagas, no comércio, 452 mil, e na construção civil, foram 223 mil novos empregos. Segundo a presidenta, o desemprego atingiu o nível mais baixo dos últimos dez anos, chegando a 4,7% em dezembro. “Esses resultados são muito positivos, principalmente quando a gente observa o que acontece na Europa e nos Estados Unidos, onde uma séria crise econômica gerou estagnação e desemprego”, disse. “Com investimento, criação de emprego e distribuição de renda, estamos transformando o Brasil em um País de classe média”, completou.
Dilma Rousseff lembrou que o trabalhador com carteira assinada tem acesso a benefícios como décimo terceiro salário, férias remuneradas, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e seguro desemprego, além de acesso a crédito mais barato. “O emprego, com aumento do salário e da renda das famílias, é o motor do crescimento sustentável. Esse é o segredo do sucesso da economia brasileira. As pessoas melhoram de vida, podem consumir mais. A indústria e o comércio crescem, aumentam o investimento, a produtividade

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Presidente do PT de Jardim desconfia que briga entre Maias Macacos seja uma peça de teatro.


A notícia da briga entre as famílias Maias e Macacos tornou-se, nos últimos dias, assunto de todas as rodas de conversa de Jardim de Piranhas. Esta briga tem como pano de fundo a confirmação de que o prefeito de Jardim de Piranhas, sem combinar com o Dep. João Maia, tomou a decisão de apoiar a candidatura de sua sobrinha e não mais a de Rogério Couro Fino, como era combinado.
Isto não é o que pensa o presidente do PT de Jardim, o engenheiro João Maria Cavalcanti. Para ele: “a ordem é criar factóides, envolver a população de Jardim nesse debate e tirar o nome do pré-candidato Elídio Queiroz da boca do povo”. Segundo ainda João Maria: “essa briga não passa de uma peça de teatro, criada pelos líderes das famílias Maias e Macacos para poder alavancar a pré-candidatura de Rogério Couro Fino. Isso faz parte do jogo político deles e estão jogando muito bem. Os Macacos perceberam que sem respaldo popular, sua candidatura torna-se frágil. Da mesma forma o Dep. João Maia, que nunca sabe de nada, fica na espera da reação do povo para se manifestar. De uma coisa tenho certeza: no final, tudo vai dar certo, eles continuarão unidos, numa candidatura só”. Não dar para acreditar que eles não estão conversando”, disse João Maria.
(PT Local)